Artigos . Podemos viver uma vida sem cálculos renais?

Dr. Juliano Chrystian Mello Offerni
Urologista, Gran Clinic


A formação de cálculos renais depende de fatores nos quais não poderemos intervir e de outros passíveis de mudanças.

A história familiar aumenta em 2,5 vezes o risco de desenvolvimento dos cálculos renais. Além do histórico, a idade e a raça também são elementos que conseguiremos intervir, porém a elevação de ácido úrico, índice de massa corporal elevado, a presença de diabetes, síndrome metabólica e hábitos alimentares inadequados são fatores que poderemos modificar e, com isso, impedir o aparecimento dos cálculos.

Devemos estar atentos para adequação do peso corporal incorporando hábitos de vida saudáveis, incluindo atividade física e, principalmente, uma alimentação adequada, com objetivo de reduzir a ingestão de sal, gordura e excesso de proteína. Não podemos esquecer do principal fator preventivo: o aumento da ingestão hídrica.

Primeiramente focamos nos aspectos dietéticos, os quais podem ser modificados, especificamente a alimentação, pois a composição da urina está diretamente associada com o que ingerimos, portanto compreendendo os mecanismos de formação assim como os fatores de risco poderemos prevenir o desenvolvimento da doença.

As orientações a seguir são de extrema importância porque o cálculo renal além de prevalente, pois cerca de 10-15% da população irá ter um cálculo renal em algum momento da vida, tem no seu tratamento uma complexidade e também apresenta uma elevada recidiva é elevada, beirando os 50% em 5 anos após a primeira crise.

Para evitar a formação das “pedras” e, principalmente, as crises de cólicas inesquecíveis as seguintes orientações deverão ser seguidas:

– Evitar o ganho de peso e a obesidade

– Reduzir a quantidade de sal na comida e alimentos já preparados com grande quantidade de sal tais como: azeitonas, bacalhau, salgadinhos, queijos amarelos, temperos e molhos prontos (catchup, mostarda, shoyu, etc…), produtos com glutamato monossódico, embutidos, salgadinhos para aperitivos, bolachas salgadas, margarina ou manteiga com sal, requeijão normal ou light.

-Ingerir uma quantidade de líquido mínima ao dia (2 a 3 Litros), mas idealmente utilizar como parâmetro a cor da urina, tendo como objetivo uma urina clara ou transparente. Incluir nos líquidos ingeridos os sucos cítricos, pois estes são considerados fatores preventivos.

– Evite refrigerantes ou sucos em pó artificiais. Prefira os sucos naturais e sem adição de açúcar;

– Consuma porções de frutas pelo menos 3 a 4 vezes ao dia;

– Coma legumes cozidos ou crus e verduras;

– Não deixe de consumir leite e seus derivados. Esses alimentos muitas vezes são erroneamente restritos. O cálcio, além de todos os benefícios para o restante do organismo, liga-se ao oxalato no intestino, assim impedindo a absorção intestinal do oxalato que é o principal elemento na formação da maioria dos cálculos renais.

– Consuma uma porção de carne ou substitutos, evitando excessos. Prefira as carnes magras. Evite churrascos, pois contém muita gordura e excesso de sal.

– Não consuma suplementos alimentares sem orientação médico- nutricional.

– Evite o excesso de café, chocolate, chá preto, mate, espinafre, nozes e frutos do mar, pois estes alimentos são ricos em oxalato.

Importante ressaltar que situações de cálculos de repetição deverão ser investigadas pelo urologista, merecendo um tratamento individualizado.

Devido à prevalência da doença e sua repercussão durantes as crises ou com a evolução para a perda da função renal em casos não tratados oriento a visita regular ao urologista, mesmo que não tenha sintomas.

Por fim, mantenha uma vida saudável, praticando exercícios, alimentando-se adequadamente e sempre muito bem hidratado. Aproveito para lançar a campanha “Adote uma garrafinha”. Tenha uma no carro, no trabalho, na academia e muitas em casa.

Seguindo estas orientações, as chances de formação de novos cálculos diminuem de 20 a 70%. Isso é muito importante, pois quem já teve uma crise sabe a dor e o sofrimento que isto pode causar!